6.11.19

PMLLLB SP elege conselheiros no sábado, 9 de novembro




Neste sábado, 9, acontece a eleição para o PMLLLB, Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca na cidade de São Paulo. Em 2017, Dória havia decretado que tal escolha seria via indicação da Secretaria Municipal de Cultura. E 13 de agosto, a atual administração (Bruno Covas) alterou o decreto promovendo a eleição direta para os conselheiros. O novo decreto também amplia de sete para oito o número de conselheiros da sociedade civil e altera as competências do Conselho, que passa a fiscalizar a utilização dos recursos do orçamento necessário à implementação do Plano. Antes, o Conselho não tinha a função fiscalizatória.
Para os amigos/amigas que residem em São Paulo e se preocupam com questões culturais e gostam de livros, indico o voto em JOÃO LUIZ MARQUES (João Luiz Marques), militantes das causas culturais e diretor do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo.

24.10.19

A fantasia, o design e a literatura para a infância




O lançamento de um livro, especialmente quando é o primeiro, causa muita apreensão, receio de várias espécies: os amigos virão prestigiar? Vão gostar do que escrevi? Vão me achar ridículo?

Escrever envolve esforço intelectual, físico e emocional, você escancara uma janela para as pessoas espiarem dentro de você, invadirem sem convite uma intimidade antes só sua.

O mesmo desafio é, por outro lado, carregado de um prazer especial, o de lançar ideias ao mundo, fazer sua voz encontrar eco em outros, superar as próprias angústias, colocar de forma clara no papel conceitos que, muitas vezes, estão embaralhados na mente; tornar versão material, palpável, o que antes era apenas sonho ou elucubração. Não à toa, compara-se a publicação de um livro com um nascimento, um filho que geramos para o mundo.

Acompanhei desde o primeiro momento o trajeto do livro da Michaella, ainda como sonho, de continuar os estudos com o doutorado, da opção pelo tema surgida a partir da experiência prática de um trabalho, do desprendimento de buscar um novo caminho e, para isso, sacrificar em parte projetos profissionais em curso.

Acompanhei seu doutorado na FAU-USP, vendo como se irradiava a cada nova descoberta, como se abatia, mas enfrentava os desafios, como tentava conciliar estudos, vida de mãe, mulher. Após a defesa da tese acompanhei a legítima ansiedade de prosseguir o trajeto, de entender mais, aprofundar e buscar novas referências. Daí surgiu a possibilidade de gerar um livro.

Podia parecer fácil, o mais complicado já estava feito, escrito e defendido com louvor. Trabalho com edição de livros há quase 30 anos e sei que não seria tarefa simples; acompanhei como Michaella se empenhou, como questionou conceitos que havia defendido e procurou esclarecê-los ainda mais, como tentou aprofundar o que já é profundo por sua natureza de campo de estudo.

Livro feito, madrugadas descartadas do sono, tensões de ordens diversas, chegou o momento do lançamento, de expor a criação ao mundo. Contando com o auxílio luxuoso de vários parceiros/parceiras (equipe do MCB, do IIC, Pino Boero, Silvana na revisão, Avalone na divulgação, Marcelo na arte, Sônia no apoio sempre prestativo de todas as horas, Odilon e Clice nas reflexões), em uma agradável tarde primaveril, veio ao mundo “A fantasia, o design e a literatura para a infância”, síntese de seis anos de construção da Michaella.

Agora ele está aí, com pernas e asas imaginárias para percorrer o mundo real. Não é apenas o esforço pessoal que tem de ser admirado, este é registro individual, passageiro; o permanente é o conteúdo, a luz sobre conceitos que geram outros, que estimulam debates e reflexões, que contribuem para entender a produção da literatura para a infância, que abre portas para novas pesquisas e experimentações.

O estudo de Michaella Pivetti é uma importante contribuição para vários campos de estudo, merece ser lido e apreciado – sem moderação. 



Fotos do lançamento










22.10.19

Sábado, dia 26, debate sobre criação literária






O jornalista e escritor, Norian Segatto, participa no dia 26 de outubro de um bate-papo com o escritor José Arrabal e a poeta Sandra Regina de Sousa. Os três vão conversar com o público sobre literatura, criação e produção literária.

O evento acontece a partir das 14h30 na Biblioteca Viriato Corrêa, que fica na rua Sena Madureira, 298, na Vila Mariana, em São Paulo.


Na ocasião estará sendo lançado o livro A ESTRELA DO ABISMO (Ed. Limiar), de Norian Segatto, que foi contemplado com o edital de publicação de livros da Secretaria de Cultura de São Paulo

Quem não puder comparecer ao local pode assistir e interagir na conversa pelo Facebook, haverá transmissão ao vivo.

19.8.19

A estrela do abismo : livro será lançado dia 3 de setembro




O jornalista, escritor e editor executivo da Limiar, Norian Segatto lança no dia 3 de setembro, na Livraria da Vila, seu segundo romance, A estrela do abismo (Ed. Limiar). O livro aborda temas fortes e atuais: o suicídio e as impossibilidades humanas e sociais.


Suicídio não é tema novo na literatura, mas um terreno sempre árido por tratar do limite da existência. Albert Camus, em 1942, escreveu no ensaio O mito de Sísifo que “só há um problema filosófico sério: o suicídio”. Escritores e escritoras de origens diversas vivenciaram, ficcionalmente ou não, a experiência da morte voluntária. A poeta estadunidense, Sylvia Plath, e a escritora britânica Virginia Woolf, são dois casos em que a depressão venceu a vida. O ritual do escritor japonês Yukio Mishima, cometendo seppuku (haraquiri), é outra faceta deste fenômeno que acompanha a humanidade e que Carlos Drummond de Andrade chamou de “dis-solução”.

Neste romance, o suicídio é, ao mesmo tempo, o limite do precipício pessoal de Eva e a ponte pela qual a filha, Clara, tem de atravessar em busca de respostas a perguntas nunca formuladas. A partir de fragmentos de vida, Clara passa a "vivenciar" experiências de sua mãe, descobrir aspectos da sua vida até então desconhecidos e tentar construir o "quebra cabeça" que levou Eva a várias internações, tentativas de automutilação e a um feroz embate com Deus.


A jornada de Clara se mescla com uma trama política nacional, projetando os abismos existentes na dimensão individual e da sociedade. Não à toa, o grupo responsável por atentados se autodenomina CoRpo, palavra que remete à original experiência humana. 

Em A estrela do abismo, o corpo individual e o coletivo são extremos que clamam soluções radicais.


 Abismos pessoais e sociais se mesclam nesta narrativa ágil e instigante em um perturbador mergulho na alma humana.

O livro foi contemplado pelo segundo edital de publicação de livros, da Secretaria de Cultura de São Paulo.

Lançamento:
Dia 3 de setembro, das 18h30 às 21h30
Livraria da Vila – Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena, São Paulo



6.6.19

A árvore escondida : uma experiência prática do método Paulo Freire na periferia do Rio de Janeiro




A Editora Limiar acaba de produzir o livro A árvore escondida, da mestre em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social e educadora popular, Cecilia Vaz. 

O livro  relata a experiência de Cecília Vaz em uma comunidade pobre na periferia do Rio de Janeiro. Deixando sua confortável sala de aula de uma escola particular, mergulhou em um universo desconhecido, ou melhor, conhecido apenas por seu intelecto e sua alma de artista.  Imbuídas dos princípios educacionais de Paulo Freire, e das bases da Teologia da Libertação, ela e outras professoras desembarcaram no Jardim Esperança, rumo à Rua das Margaridas (nomes fictícios) para realizar o grande desafio de alfabetizar adultos e dar ferramentas para que pessoas comuns da periferia do Rio de Janeiro se tornem cidadãos.

O lançamento do livro ocorreu no  dia 5 de junho, em um emocionante evento. Ele não está disponível para venda, mas pode ser baixado em formato Epub pelo site da Limiar.




Fotos do lançamento




Ao baixar o livro, você será convidado ​para conhecer e colaborar com o Projeto Crescendo Juntos, que iniciou sua ação educativa em 2002 em Belford Roxo (Rio de Janeiro), a partir da mobilização das irmãs Salesianas e moradores que presenciavam o envolvimento de crianças e jovens com o mundo das drogas e da violência. As atividades de lazer eram realizadas nas ruas e nas garagens. Hoje, o PCJ possui uma estrutura que acolhe crianças e adolescentes de 7 aos 17 anos.

Acesse o site do Projeto para conhecer mais sobre o trabalho, baixe o livro A árvore escondida e, se puder, contribua com qualquer valor para esse importante trabalho desenvolvido pelas irmãs Salesianas:
Banco Itaú / Ag. 8548 / C.c 26296-6 / CNPJ 31.380.322/0001-37 em nome de Inspetoria Nossa Senhora da Penha


28.5.19

Limiar lança em agosto, A estrela do abismo, de Norian Segatto






A estrela do abismo, segundo romance do jornalista e escritor Norian Segatto, será lançado em agosto pela Limiar.

A obra acompanha a história de Clara, que, após o suicídio de sua mãe, embarca em uma obsessiva jornada para compreender as razões do gesto de Eva. Essa busca vai ensejar perguntas para as quais não há respostas aparentes e revelar uma intricada trama psicológica entre mãe e filha.

Paralelamente, o CoRpo - Comando Revolucionário Popular - organiza mais um atentado a um importante e ambicioso político.

Abismos pessoais e sociais se mesclam em uma narrativa ágil e instigante neste novo romance de Norian Segatto.
Projeto realizado com apoio da Secretaria Municipal de Cultura - 2ª. Edição do Edital de Publicação de Livros na Cidade de São Paulo.




17.1.19

"Em dúbio papel", segundo livro de André Couri



Inácio de Loyola Brandão expressou no prefácio do primeiro livro de André Couri (Um ponto entre dois) a surpresa do acaso de encontrar tão vital poesia. André o abordou em uma padaria na Zona Oeste de São Paulo e, mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, pediu para Loyolla ler seus poemas.

Em seu segundo livro (Em dúbio papel), a surpresa dá lugar ao surpreendente: livre de amarras e convenções, a poesia de André dança solta pelo papel, pedindo passagem e improvisando sobre o imperfeito ato de viver e amar.

Amor, morte, vida, temas recorrentes em seu livro de estreia continuam presentes neste Em dúbio papel, mostrando a vitalidade de um poeta maduro e contemporâneo. 


Em dúbio papel
Editora Limiar
84 páginas
Preço sugerido : R$ 25,00

Vendas pelo site da Limiar

7.1.19

PROMOÇÃO 1+1 = 3


A Editora Limiar começa 2019 com uma promoção bacana para quem gosta de ler. Você escolhe pelo site dois livros de sua preferência (ou dois exemplares de um mesmo título) e a editora envia, grátis, um livro surpresa.

"Como nosso catálogo é bastante temático, a partir das escolhas do cliente procuramos oferecer algo que, temos certeza, irá agradar. Não usamos algorítimos e sim a inteligência natural", explica e brinca o editor executivo da Limiar, Norian Segatto.

Esta promoção vale apenas para as compras feitas pelo site da Editora (www.editoralimiar.com.br) até o dia 31 de janeiro. Aproveite.