26.3.20

Dica do dia: BLECAUTE, de Marcelo Rubens Paiva





No embalo do extraordinário sucesso de Feliz ano velho (1982), Marcelo Rubens Paiva lançou, quatro anos depois, Blecaute (1986, primeira edição pela Brasiliense), romance ficcional no qual parecia querer fugir do estigma de ser autor de um livro autobiográfico - e só. Blecaute ainda carrega forte dose de adolescência, é uma obra despretensiosa do ponto de vista literário, mas simpática de ser lida.   

Na história, Rindu, o narrador, e dois amigos, resolvem fazer uma expedição às cavernas do Vale do Ribeira. Para o infortúnio do pequeno grupo, ou não, os jovens ficam presos nas cavernas por três dias, por conta de uma tempestade. Quando conseguem sair, todas as pessoas do planeta haviam se transformado em estátuas. Encontram uma São Paulo absolutamente deserta, são os únicos sobreviventes de um fenômeno inexplicável. As descobertas, os medos, conflitos e luta pela sobrevivência vão se tornar o cotidiano dos personagens.

Inspirado, segundo o próprio autor, no seriado de televisão estadunidense Twilight Zone (Além da imaginação, na versão brasileira), Blecaute serve como inspiradora reflexão para esses dias de isolamento e cidades desertas.

Prefira sempre ler o livro impresso, mas se desejar, clique aqui para baixar o livro gratuitamente.

Aproveite e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário