15.7.20

Curso Escuta e Subjetivação



O psicanalista, dr. Dany Al-Behy Kanaan, autor do livro À escuta de Clarice Lispector (Editora Limiar) ministra esse minicurso que irá abordar psicanálise e literatura. Dany é um estudioso da obra de Clarice Lispector, tendo outros livros e estudos sobre a grande autora brasileira.

À escuta de Clarice Lispector


Confira a opinião dos psicanalistas Renato Mezan e Luis Claudio Figueiredo sobre o livro de Dany Kannan:

Desde o tempo de Freud, os psicanalistas espiam a literatura com admiração e com ambição. Admiração pelo encantamento que o ficcionista é capaz de suscitar, pela engenhosidade com que constrói sua trama de palavras; ambição de desvendar os mecanismos pelos quais ele produz suas obras, de compreender por quais vias o “efeito literário” desperta emoções e identificações no leitor. Freud mesmo dizia que tinha aprendido mais sobre a alma humana com Shakespeare, Goethe e Cervantes do que com os psiquiatras do seu tempo. Assim, como modelo ou como objeto, a literatura há muito brilha no horizonte da Psicanálise.
A originalidade do livro de Dany Kanaan está em escapar deste impasse através de uma “leitura clínica”, de uma verdadeira escuta do processo de subjetivação de Clarice Lispector, tal como ele transparece nos movimentos de construção da sua escrita. O emprego da referência bíblica torna esta via ainda mais original, e o resultado é um livro sensível, erudito sem ser pedante, e ousado sem ser temerário: uma ótima entrada no universo clariceano, e além disso uma demonstração de que os instrumentos da Psicanálise, quando usados com critério, são sutis e precisos. Se o leitor acompanhá-lo nesta viagem, só terá a ganhar.

Renato Mezan
__________________
Em À escuta de Clarice Lispector, Dany Kanaan cria uma alternativa muito original para o dilema entre separar ou integrar vida e obra de autores e autoras. Não recua diante da necessidade de ir ao encontro da dimensão "autobiográfica" na ficção da autora, nem pretende juntar em pseudo-explicações o texto ficcional e os acontecimentos da vida. Encontrou, nos textos sagrados do Antigo e do Novo Testamento, uma plataforma de ressonância ecoante, em que as notas e harmonias da vida e da escrita se entrelaçam na produção de um novo texto: o texto do leitor.
Nesta obra, a experiência moderna e contemporânea de Clarice Lispector – seja na sua vida, seja na sua escrita – repercute e nos retorna desde a arcaica tradição judaico-cristã em que foi formada. Em que todos nós nos formamos. E é assim que um "método" que aposta na singularidade da escrita e da leitura nos traz de volta ao solo universal de nossas origens subjetivas.
Luís Claudio Figueiredo


Nenhum comentário:

Postar um comentário